Apesar do sistema móvel da Microsoft, o Windows Phone, está crescendo bastante no mercado e atualmente no Brasil e América Latina já supera o iOS da Apple em participação de mercado, ainda há muitas desenvolvedoras que não apostam no sistema.

Uma das desenvolvedoras que chegou a pouco tempo no Windows Phone foi a Kabam, uma das maiores no segmento de jogos móveis, que assim que entrou na plataforma anunciou que grandes títulos chegariam ao Windows Phone. Porém recentemente, a companhia afirmou que não irá lançar mais nenhum game para o sistema móvel da Microsoft.

kabam-logo

Em Junho de 2014, a Kabam entrou no mercado do Windows Phone e Windows 8.1 prometendo levar a essas plataformas vários dos seus famoso jogos. Abaixo o pronunciamento oficial da empresa:

Como parte do acordo, Kabam vai entregar sua linha de jogos de sucesso para tablets e telefones Windows ao longo do próximo ano, incluindo Fast & Furious 6: The Game, Dragões da Atlântida: herdeiros do Dragão e O Hobbit: Kingdoms of Middle. E em um futuro breve, os usuários do Windows serão capazes de jogar jogos futuros da Kabam no mesmo período de tempo de outras plataformas.

Desde do anúncio acima, a Kabam estava em passos muito lentos para cumprir essa promessa, até que em novembro do ano passado lançou aquele que seria o único jogo no Windows Phone, Velozes e Furiosos 6.

kabam-fast-and-furious_thumb

A informação de que a desenvolvedora desistiu do Windows Phone, veio após o site Windows Central entrar em contanto com a empresa, e receber uma resposta do chefe de comunicação corporativa, Steve Swasey, dizendo:

Kabam concentra-se agora no desenvolvimento de jogos para dispositivos móveis da Apple e Android e decidiu não buscar o desenvolvimento para Windows Phone. Kabam está concentrando seus recursos na maior oportunidade de mercado, que é a Apple e dispositivos Android em todo o mundo.

Com isso, podemos dar adeus aos grandes jogos que a empresa prometeu que chegariam ao Windows Phone, algo para alguns decepcionante. Porém, com o lançamento oficial do Windows 10, quem sabe a Kabam reconsidere sua ideia e volte para a plataforma, vamos aguardar para saber.

Via: WindowsCentral