Quantas versões do Windows você conhece? Parando para contar por alto, o Windows tem ao todo 10 versões já lançadas. Será coincidência que sua última versão a ser lançada se chame justamente Windows 10? E de onde saiu a informação de que o Windows 10 será o último? A gente explica tudo pra você: durante a conferência Ignite 2015, Jerry Nixon, desenvolvedor da Microsoft deixou escapar uma frase que mais que prontamente foi divulgada pelo The Verge:

“Right now we’re releasing Windows 10, and because Windows 10 is the last version of Windows, we’re all still working on Windows 10.”

Nesse momento estamos lançando o Windows 10 e justamente por ele ser a última versão do Windows, ainda estamos trabalhando nele.

E as versões do Windows, são mesmo 10? E o que significa ser o Windows 10 a última versão? A gente te explica tudo no final!

Windows 1.0 (1982-1985)

Entre 1983 foi feito o anúncio do Windows 1.0, que recebeu o nome Windows por causa das caixas e janelas de computação que eram imprescindíveis para o novo sistema. Somente em 1985 o sistema foi lançado e trouxe diversas inovações como o uso do mouse! Não era mais preciso utilizar comandos de MS-DOS bastando mover o ponteiro do mouse e clicar nas janelas. Barra de menus, de rolagem, ícones, caixa de mensagens e poder alternar entre programas abertos sem precisar fechá-los foi o ponto alto do Windows 1.0 que nos trouxe o Paint, Calculadora e Bloco de Notas em versões bastante primitivas!

Windows 1.0

E se você quisesse escrever um texto, precisava usar o Windows Writer. O relógio do Windows 1.0 era super simple e havia o jogo Reversi. Agora vem o must do sistema: ele exigia só 256 kilobytes de memória RAM, dois drives de disquete de lado duplo e uma placa gráfica. Quem hoje sabe o que é e já usou um disquete? Só os usuários mais velhos! E na época em que ele foi lançado ele era muito top!

1. Windows 2.0 e 2.11 (1987 – 1990)

Entre os anos 1987 e 1990 vimos o Windows 2.0 e 2.11 surgirem. Eles tinham ícones na área de trabalho e a memória expandida além de suporte melhorado à placa gráfica (que em nada lembra os monstros atuais) que possibilitava sobreposição de janelas e uso de atalhos do teclado. E foi nessa versão que o Painel de Controle surgiu!

Windows 2.1

Hoje você sequer consegue imaginar seu Windows sem ele mas ele nem existia na primeira versão do sistema! Foi nessa época que a Microsoft abriu seu sistema para que outros desenvolvedores criassem programas para o Windows. Em 1998 a Microsoft já era a maior companhia de software para PCs do mundo e finalmente os computadores começavam a fazer parte do dia a dia dos escritórios americanos. Assista séries americanas dessa época e você vai ver como seu uso ainda era modesto!

2. Windows 3.0 e Windows 3.1 (1990 – 1992) e Windows NT (1993)

Entre os anos de 1990 e 1994 eis que surge o Windows 3.0, Windows 3.1 e o Windows NT. Juntas, as duas primeiras versões trouxeram o recurso de Memória Virtual que possibilitava gráficos de 16 cores e então foi possível usar mais memória no computador. O desempenho do Windows foi melhorado graças ao suporte aos processadores Intel 386 e as duas versões do Windows atingiram a marca de 10 milhões de cópias vendidas nos dois primeiros anos de lançamento (1990 e 1992). Na versão 3.0 surgiram o Program Manager, o File Manager e o Print Manager conhecidos hoje como Gerenciador de Programas, de Arquivos e de Impressoras. E só foi na versão 3.1 que o gerenciador de arquivos adquiriu a funcionalidade de clicar e arrastar os arquivos. Dá pra acreditar?

Windows 3.0

Os famosos jogos Paciência, Copas e Campo Minado também foram adicionados nessa época ao Windows, que exigia manuais enormes e muitos disquetes para instalação do sistema nos computadores. Foi só depois do lançamento do SDK que o sistema se popularizou entre os desenvolvedores. Enquanto o usuário comum ganhava tais funções, o usuário corporativo que fazia uso do Windows 3.11 ganhava suporte a domínio de rede e grupo par-a-par e finalmente podiam ter computadores pessoais participando de computação em rede.

O Windows NT surgiu em 1993 e foi um importante passo dado pela Microsoft. Ele concluía o projeto iniciado no fim dos anos 1980 para construir um sistema avançado do zero e representava uma “mudança fundamental na forma como as companhias resolvem os requisitos computacionais de seus negócios”, seja lá o que isso queira dizer né Bill Gates?

Windows NT

O que importa é que o Windows NT 3.1 foi o primeiro sistema operacional de 32bits da Microsoft que permitiu o uso de programas avançados de cálculo científico e de engenharia e o sistema que tornou o Windows mais usável.

3. Windows 95 e a Internet (1995 – 1997)

Quantos de vocês usaram o Windows 95? Saibam que ele teve um super lançamento, até os Rolling Stones fizeram comercial de TV cantando ”Start Me Up” com imagens do botão iniciar do Windows! Em 1995 ele teve um recorde de vendas: 7 milhões de cópias em 5 semanas. Por que ele fez tanto sucesso? Porque trazia suporte integrado à Internet, com discagem de rede e um browser, o Internet Explorer!

Internet Explorer Windows 95

Era nessa época que o email, as notícias online e o fax-modem começavam a bombar pelo mundo. Foi no início dos anos 90 que a Internet era assunto em todo lugar e Bill Gates afirmava ser a Internet o desenvolvimento mais importante desde o surgimento dos PCs em seu memorando The Internet Tital Wave. Com o Internet Explorer se iniciava a guerra dos navegadores pelo mundo, onde o IE brigava com o Netscape pelo domínio dos navegadores da WEB. Obviamente o Netscape foi derrotado.

Windows 95

Instalar placas aos computadores estava mais fácil com o recurso Plug and Play presente no Windows 95 e o sistema 32bits oferecia uma qualidade multimídia inédita para a época além da opção de computação móvel e redes integradas. Entre os anos 1995 e 1997 cerca de 80% dos computadores do mundo usavam as versões anteriores do Windows e o MS-DOS e o Windows 95 era como se fosse uma atualização necessária e natural para esses usuários. Mas para tal eles precisavam ter um computador com pelo menos 4MB de memória RAM (sim, você leu 4MB) e pelo menos um processador Intel 386DX embora o Intel 486 fosse o recomendado. Se fosse preciso atualizar o Windows, os usuários podiam usar disquetes ou CD-ROM, finalmente!

Windows 95

No Windows 95 surgiu o botão Iniciar, a barra de tarefas, os botões de maximizar, minimizar e fechar as janelas e 12 idiomas. Dá para acreditar que faz 20 anos que o Windows que conhecemos hoje começou a dar as caras?

4. Windows 98 (1998 – 1999)

Em Junho de 1998 foi lançado o Windows 98, primeira versão destinada ao usuário final. Ela foi uma versão baseada em MS-DOS e nela era mais fácil abrir e fechar programas, havia suporte à leitura de DVDs e dispositivos USB e buscar informações dentro do computador era mais fácil. Visualmente não houve tanta mudança do Windows 95 para o Windows 98 mas as novidades foram importantes. Foi também no Windows 98 que surgiu a barra de lançamento rápido dos aplicativos, que permitia inciar um programa sem precisar buscá-lo manualmente pelo menu Iniciar.

Windows 98

5. Windows ME e Windows 2000 (2000)

O Windows ME ou Milennium Edition lançado em 2000 foi projetado especialmente para uso residencial e trazia melhorias de rede doméstica, música e vídeo. E foi nele que surgiu a função Restauração de Sistema, até que enfim tio Bill! O Windows Movie Maker também surgiu no Windows ME bem como surgiu também o Windows Media Player 7! O Windows ME foi o último sistema baseado no código do Windows 95: os sistemas que vieram depois dele foram baseados no núcleo do Windows NT.

Windows ME Milennium Edition

O Windows 2000 que foi mais que uma atualização do Windows NT mais sim um projeto que visava substituir o Windows 95, 98 e NT em todos os computadores e laptops de uso profissional com a versão 2000 Professional. Todas as melhorias trazidas por ele diziam respeito à facilidade de uso, compatibilidade com a Internet, suporte para computação móvel e confiabilidade, maior suporte ao Plug and Play e compatibilidade com produtos avançados de rede, dispositivos USB, infravermelho e Firewire.

Windows 2000

6. Windows XP (2001-2005)

Em Outubro de 2001 surgiu o Windows XP ou Windows Experience. E até hoje há computadores rodando essa versão do Windows: 15.93% dos computadores do mundo usam a versão!  As mudanças trazidas por ele incluem: interface remodelada, centro de serviços de Ajuda e Suporte ao usuário, rapidez, estabilidade, melhor usabilidade, suporte a 25 idiomas, atualizações frequentes contra vírus e outras ameaças e diferenças entre as versões Home Edition e Professional. Como o nome diz, a Home Edition tinha um visual limpo e simples e foi projetada para uso doméstico.

Windows XP

Ela permitia configurar rede, tinha o Windows Media Player e Windows Movie e permitia tratamento avançado de fotos digitais: girar, imprimir e copiar imagens para um CD e DVD era possível. Já a versão Professional trouxe a confiabilidade, segurança e desempenho do Windows 2000. Ele tinha funcionalidades exclusivas para negócio e uso avançado do computador como acesso remoto, sistema de arquivos encriptado, restauração de sistema e configurações avançadas de rede.

Windows Media Player Windows XP

A principal novidade para os usuários das duas versões foi o suporte à redes WIFI e o Windows Messenger para mensagens instantâneas, além do Remote Assistance, que permitia suporte para reparo remoto. Ao longo dos anos além do Windows XP Home Edition e Professional Edition surgiram o Windows XP 64-bit Edition (2001), primeiro sistema da Microsoft para processadores 64bits que permitia gerenciamento de memória de até 16 exabytes e suportava projetos como efeitos especiais para filmes, animações em 3D e aplicações de engenharia e científicas; o Windows XP Media Center Edition (2002) projetado para entretenimento doméstico que permitia navegar na internet, assistir TVs ao vivo, ver DVDs e ouvir coleções de música e vídeos através de um controle remoto e finalmente, a versão Tablet PC Edition (2002), que concretizava o uso do Windows em telas sensíveis ao toque. Era preciso utilizar uma caneta para reconhecimento de escrita além do mouse e do teclado.

Tablet PC Edition Windows XP

7. Windows Vista (2006-2008)

O Windows Vista foi tido por muitos como um tiro no pé dado pela Microsoft. Ele foi anunciado em 2006 e lançado em 2007 com o sistema mais seguro até então. Lembra-se das telas de confirmação de operações administrativas do Windows, que tanto foram criticadas? Surgiram no Windows Vista. Até hoje tarefas de administrador precisam de senha, embora você possa configurar isso atualmente cedendo privilégios de administrador à determinadas contas.

Windows Vista User Account Control

O Windows Vista tinha várias versões: a Starter, Home Basic, Home Premium, Ultimate, Business e Enterprise. A Starter não permitia por exemplo execução de mais de 3 aplicativos, não tinha suporte ao Aero Glass. Ela vinha instalada em uma boa gama de computadores de baixo custo e foi destinada à tarefas básicas. A Home Basic tinha todas as funções do XP Home Edition e era ideal para estudantes e quem entendia um pouco mais de informática, oferecendo recursos básicos necessários para computação doméstica.

Windows Vista Versões

A versão Home Premium trazia o Windows Media Center e era mais completa que as duas anteriores e trazia todos os recursos domésticos e corporativos. A versão Ultimate trouxe o BitLocker Drive Encryption e as versões Business e Enterprise eram destinadas à necessidades de empresas sendo a última própria para organizações globais e com infra-estrutura de TI complexas.

Vista

Aero-no-Vista-Hom-Basic

Visualmente a grande novidade do Windows Vista foi a interface Aero Glass que trouxe transparências ao sistema: tínhamos um Windows totalmente remodelado com barra de tarefas arredondadas e novo visual em ícones e todas as janelas. A busca de arquivos foi melhorada, o sistema ganhou novo botão Iniciar e foi distribuído para 35 idiomas. O Windows Vista ainda é usado hoje em cerca de 1.95% dos computadores.

8. Windows 7 (2009-2012)

Nos anos 2000 a internet sem fio dominava o mundo, notebooks eram vendidos aos montes e eram vistos em restaurantes. E o Windows 7 ajustava automaticamente as configurações de rede e compartilhamento de arquivos. Ele trouxe novas funcionalidades aos usuários como modo Snap, modo Peek e modo Shake. Você pode não relacionar o nome à função mas são elas: agrupamento de janelas (Snap), visualizar rapidamente uma janela passando o mouse sobre ela (Peek) e janela tomando toda a tela com o movimento rápido do mouse, um maximizar sem clicar no botão ”maximizar”. O Aero permaneceu no Windows 7 para alegria de muitos usuários.

Windows 7

O Windows Media Player foi melhorado e a barra de tarefas do Windows 7 incluiu miniaturas das janelas ao vivo. O sucesso do Windows 7 foi grande: em 2010 a cada segundo eram vendidas 7 cópias de sistema. Em partes isso aconteceu por conta das críticas ao Windows Vista que foi tido como lento e difícil de usar. Hoje o Windows 7 ainda é usado por mais de 58% de pessoas ao redor do mundo.

9. Windows 8/8.1 (2012 até hoje)

O Windows 8 é totalmente diferente das suas versões anteriores: ele apresenta a interface Metro (nome posteriormente abandonado) em blocos coloridos e dinâmicos, que mostra informações dos aplicativos, fotos do usuário, contatos, previsão do tempo e muito mais. O conceito de armazenamento em nuvem se solidificou com o Windows 8 e 8.1 e sua integração com dispositivos móveis foi estendida ao máximo até o permitido pelo sistema.

windows 8 e 8.1

Foi embora o MSN, o Skype entrou no seu lugar, podendo interagir até com mensagens do chat do Facebook. É perfeitamente fácil alternar entre a Área de Trabalho que lembra seus antecessores mas também pode entre a interface Metro, que tem aplicativos próprios para email, navegador modificado para a interface Metro, contatos, clima, jogos e aplicativos específicos encontrados na Windows Store, muitos deles sendo aplicativos universais, que mesclam informações das versões mobile dos mesmos aplicativos.

indo-area-trabalho-windows-8.1

O Windows 8 e 8.1 recebeu inúmeras críticas por abandonar o menu Iniciar, o que fez com que muitas pessoas não migrassem para ele e permanecessem com o Windows 7. Atualmente, menos de 15% dos computadores do mundo usam as versões 8 e 8.1 do Windows.

10. Windows 10 (2014), o último sistema operacional da Microsoft?

Anunciado em 2014, o Windows 10 está atualmente em sua versão Insider Preview (anteriormente chamada de Technical Preview). Ele pretende unificar os desktops, tablets, smartphones e o Xbox One em um único sistema e une na versão desktop e tablet a interface clássica do Windows 7 (com menu Iniciar personalizável) e o design renovado do Windows 8.

Windows 10 Insider Preview

Diversos usuários estão testando o novo sistema operacional da Microsoft que entre as novidades mais notáveis traz o Projeto Spartan, que apresenta o novo navegador padrão do sistema, o Microsoft Edge e o conceito de aplicativos universais em sua amplitude. Para quem usa o Windows 7, o Windows 10 é um sistema totalmente novo. Para quem usa o Windows 8 e 8.1, ele é um sistema melhorado.

Microsoft Edge Projeto Spartan

O grande trunfo da Microsoft no Windows 10 é sua assistente pessoal Cortana, que através de comandos simples pode interagir com os usuários lhes provendo informações e dicas. A Cortana está presente também nos smartphones e por ora ela não tem suporte ao português.

Cortana Desktop

Ao que tudo indica, o Windows 10 será o último sistema operacional a ser lançado pela Microsoft, o que significa na prática que ele receberá mudanças e novidades em seus diversos serviços atribuídos (Office, Cortana, Xbox e etc) sem contudo ser renomeado ou deixar de receber atualizações. E isso vale para a versão desktop e laptop e também para a versão para smartphones.

Windows 10 for phones

Por ora a Microsoft pretende trabalhar e muito no Windows 10 para solidificá-lo: os planos para o Windows 10 são grandes e abrangem todos os produtos e serviços da Microsoft. Há rumores de um provável codinome futuro, Redstone, que seria o nome do Windows 10 em 2016. Redstone significa um elemento usado como base para construir novos objetos e remete ao jogo Minecraft. Quem garante que será o nome final do Windows 10? É possível! Ou não. O que você aposta?

Via: WinBeta e TechTudo