A “Microsoft Band”, pulseira fitness da Microsoft, desde o primeiro dia que foi anunciada e liberada para vendas, vem dando o que falar e conseguindo atrair a atenção do público. Um ano mais tarde a segunda versão do dispositivo foi lançada e também vem obtendo um bom resultado.

Vídeo – Review Microsoft Band 2 em português
Microsoft Band 2

Algumas semanas atrás o novo modelo da “Band” recebeu um update que agora entrega a capacidade de controlar músicas através do wearable, e agora, a Microsoft já está testando um jogo para ela.

O nome do game é FYCPT e ainda não está disponível para download, pois se encontra em versão beta para uso interno da Microsoft. Ao que parece a dinâmica é bem simples, o usuário vai controlar um personagem como uma “gota de tinta” e superar os obstáculos. E claro seria muito bom ver em um futuro próximo, a liberação por parte da Microsoft para que os desenvolvedores criem mais aplicações para a “Microsoft Band”.

15 COMENTÁRIOS

  1. Meu, pensei a mesma coisa sobre jogos no iWatch: Ridículo e tosco jogos para relógios inteligentes! Daqui a pouco vai ter mini fazenda pra baixar em cafeteira. Tem coisas que são desnecessárias como também 4K em displayzinho de smartphone! Nem toda inovação traz realmente algo que venha descomplicar sua vida, algo que complemente positivamente.

  2. seria melhor um Microsoft watch com Windows 10, já que o Windows 10 se adapta a vários tamanhos de tela seria uma boa.. quem sabe neh é esperar pra ver, ate poorque como a Microsoft já falou eles querem ter certeza que o Windows esteja disponível para todos os dispositivos dando opções para varias diversidades, oque a impede de criar Windows 10 para watchs?! 😉 kkk

  3. Boa noite. Vi que muitas pessoas desejam um grupo no Whatsapp sobre o Windows Phone. Deixem seus números abaixo que juntarei uma quantidade de pessoas e assim possamos fazer o grupo..

  4. Versão Alpha. Quando se está em teste interno se chama versão Alpha. Versão Beta é quando a fase de testes é liberada para o usuário final mas ainda pode conter bugs, então o usuário já fica ciente. Claro que nesta fase o desenvolvedor espera ansiosamente pelos relatórios de erros. Quem não conhece os famosos “Não está funcionando e eu não sei por que” e o “Está funcionando e eu não sei por que”?

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here