Ao que tudo indica a Microsoft parece determinada a continuar o projeto “Islandwood”, a “ponte” que permitirá aplicativos iOS no Windows. Através do projeto, os desenvolvedores poderão portar a sua aplicação para o ecossistema Windows sem precisar alterar um monte de códigos.

A proposta tem progredido bastante desde o seu lançamento e está se tornando mais útil aos desenvolvedores. E recentemente, a Microsoft atualizou o projeto inserindo uma nova funcionalidade que tornará as coisas mais eficaz. Uma ferramenta, que de agora em diante, analisará os pedidos e mostrará a sua compatibilidade. Por enquanto o update está em testes internos, mas deve sair já nas próximas semanas. Sabemos que aplicativos iOS possuem uma boa reputação que, sem dúvida, ajudaria a melhorar a loja do Windows 10.

Documentos mostram os planos da Microsoft com o “Project Astoria”

Além do Islandwood, existe o projeto “Astoria”, que visa levar aplicativos do sistema Android para o Windows, mas quanto a esse a Microsoft, até agora, permanece em silêncio.

27 COMENTÁRIOS

  1. Não sonho com o Facebook do IOS ou qualquer aplicativo do IOS no Windows 10 Móbile, não na interface claro, que usem o código e tudo mais, porém a interface, entre outras coisas tem que ter a particularidade do sistema Windows.

  2. Boa noite. Vi que muitas pessoas desejam um grupo no Whatsapp sobre o Windows Phone. Deixem seus números abaixo que juntarei uma quantidade de pessoas e assim possamos fazer o grupo.

  3. Parece muito promissor esse projeto, espero que não demore para lançar por completo, e de que os desenvolvedores começem a dar mais atenção ao Windows Phone

  4. Existe uma grande diferença entre os apps iOS e os apps Windows. Devemos exigir o máximo de qualidade das empresas, não apenas que se tenha o app. A Microsoft não coloca muitas restrições quanto a isso, a Apple sim e os desenvolvedores abaixam a cabeça. Se a M$ ganhar mercado mobile, e investir na plataforma para os desenvolvedores (sem ganbiarras, sem altos custos para desenvolvimento e uma linagugem decente, rápida e produtiva) ai ela TEM que exigir qualidade, ou então de nada vai adiantar porque os usuários ficarão insatisfeitos.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here