Consoles tem certas dificuldades de se manter ao nível dos “PCs”, e isso não é novidade, já que eles normalmente estão “presos” em um conjunto de hardware inserido no seu lançamento. Porém, Phil Spencer, chefe do Xbox, acredita que isso pode mudar no Xbox One.

XboxOneMain-1200-80

Em entrevista ao The Verge, Phil falou sobre como o hardware do Xbox poderia melhorar sem ter que chegar a um novo console.

Quando você olha para o espaço dos console, acredito que vamos ver inovações de hardware. Você realmente vai ver-nos sair com o novo recurso de hardware durante uma geração permitindo que os mesmos jogos possam “correr” para trás e para frente, tornando-se compatível facilmente, porque temos aplicativos universais do Windows rodando em cima do Xbox, que nos permite focar cada vez mais em inovação de hardware sem invalidar os jogos que são executados nessa plataforma.

Spencer não divulgará o roteiro de hardware do Xbox, mas ao que parece uma nova versão poderá chegar, e assim, romper o ciclo habitual que hardware melhor só em um novo console. Este tipo de melhoria no hardware pode levar ganhos notáveis em desempenho sem precisar desembolsar muito dinheiro para um novo console.

Nós olhamos para esses outros ecossistemas lá fora, como celular, tablet e PC e vemos que eles têm um ciclo de evolução muito contínuo no hardware, enquanto que entre as gerações de console não, mais a evolução pretende torná-lo mais barato e potencialmente menor e melhor

xbox-720-hardware-ports

Com tantos aparelhos como celulares, computadores e tablets, obtendo atualizações anuais, faz sentido que o console de jogos da Microsoft obtenha melhorias em um futuro. Seria basicamente lançar “outro” Xbox One, com o mesmo nome, um bom preço e um hardware melhor, fazendo isso, não precisaria de outro console, apenas aperfeiçoar o mesmo. Olhando bem, seria algo bem parecido com o Windows 10, tornando o Xbox um sistema e não um produto. Será?