Hoje, em um comunicado oficial, a Microsoft confirmou os relatos de que a empresa venderia o “MSN China” para um ex-funcionário da companhia. Segue abaixo as notas da declaração:

Xichuang Technology (Beijing) Co. Ltd, anunciou hoje, em colaboração com a Microsoft, que, a fim de ser mais flexível e ágil para atender as necessidades do mercado doméstico local e para continuar a criar valor para os seus respectivos acionistas e empregados, as empresas entraram em um acordo de management buyout (MBO) para XiChuang adquirir a plena igualdade da “Microsoft Online Network Communications Technology”  (Shanghai) em vigor a partir de 10 de agosto, Anderson Liu, ex-gerente geral da Microsoft, é o CEO da XiChuang.

msn-china

Xichuang Technology foi fundada no ano passado pelo ex-gerente geral do “MSN China”, Anderson Liu, e agora o mesmo comprou o serviço naquele país. A Microsoft afirmou que as duas empresas continuarão trabalhando juntas para levar a melhor experiência possível.

No entanto, essa notícia não “cai de paraquedas”, a gigante de Redmond já vinha pensando em fechar o serviço desde maio desse ano, afinal, ela mesma assinou um acordo em 2015 com o “Baidu” para que o site fosse a “home page” do Microsoft Edge para os clientes chineses.