Eis a questão, “qualidade x quantidade”, qual o melhor? Naturalmente, diríamos quantidade com qualidade, pois bem, a Microsoft também pensa assim, apesar da loja da empresa ainda não ser gigante, já conta com a maioria dos aplicativos (ou quase) necessários no dia a dia, e recentemente, a Microsoft começou a fazer uma remoção de alguns aplicativos na Windows Store.

windows-10-store

Apesar do processo de verificação ser bastante rigoroso para publicar um app na loja, ao longo do tempo, existe muitas aplicações que são abandonadas ou perdem a qualidade, deixando de receber atualizações, e assim, caindo em desuso e fazendo com que vários usuários fiquem insatisfeitos.

Para evitar isso, a gigante de Redmond, começou a remover esses tipos de aplicativos da Windows Store, segundo ela, eliminando aqueles que não cumprem os critérios de qualidade necessários. Por e-mail, a Microsoft alertar esses desenvolvedores para que corrijam os problemas do aplicativo, não obtendo êxito, ele é apagado de vez da loja.

Aplicativos universais poderão ter mais que 150 GB de espaço na Windows Store 1

A exclusão também afeta a “reserva de nomes”, ou seja, após uma determinada aplicação ser apagada, ela perde a exclusividade do nome, e outro desenvolvedor pode enviar um app com o mesmo nome.

Política de qualidade exigida pela Microsoft

Existe uma série de requisitos, como: o aplicativo tem que fornecer uma experiência satisfatória ao usuário, não usar nome semelhante a outro app, usar um título e uma “tile” para uma identificação clara, e fornecer uma explicação concisa e detalhada da aplicação e seu funcionamento, para que o usuário entenda bem.