Nos últimos meses, a Microsoft vem removendo aplicativos insatisfatórios da Windows Store, aplicações onde o desenvolvedor abandou o app, ou sua reputação é bem abaixo do normal, fazendo com que só ocupe espaço em seus servidores. Pois bem, agora, a gigante de Redmond começou a remover aplicativos sem classificações etárias atualizadas.

windows-10-store

Mas bem antes disso, a empresa já alertava a esses desenvolvedores para atualizarem suas aplicações para incluírem a faixa etária,  ou então o app seria removido. A empresa teria dito, inicialmente, que começaria o processo no dia 30 de setembro, mas não o fez.

Indagada posteriormente sobre o caso, a Microsoft disse que a remoção teria uma base contínua, sendo assim, vários iriam ser excluídos de uma só vez. E o processo começou, os desenvolvedores afetados já estão recebendo e-mails específicos do motivo de seu app ter saído do ar.

1476939768_captureEm nota enviada ao desenvolvedor a empresa diz:

Microsoft removeu seu aplicativo devido as falhas listadas abaixo:

A sua aplicação foi removida devido a política 11.11, classificações etárias: O questionário de classificação etária não foi concluído dentro do prazo de 30 de setembro de 2016.

É importante notar que se o usuário já tiver baixado o aplicativo, ele, provavelmente, continuará a funcionar normalmente, no entanto, ele não vai está mais disponível para download na Windows Store até que o desenvolvedor o coloque em conformidade com as políticas da empresa.

Para atualizar o app nas normas pedidas pela Microsoft, nesse caso, a classificação etária, é bem simples. O desenvolvedor terá que preencher um formulário sobre o conteúdo de seu aplicativo, levando de 5 a 10 minutos para ser concluído.

windows-store-tiles-08_storyO novo sistema adotado pela Microsoft, é sem dúvidas, benéfico para tornar um conteúdo apropriado para determinada idade, no entanto, muitos usuários ainda questionam o motivo de várias aplicações, que foram esquecidas e abandonadas, apesar de terem uma gama de usuários, permanecerem na loja.

Mas quando falamos nessa iniciativa atual da Microsoft, a empresa não está olhando a qualidade do aplicativo, e sim se ele atende os requisitos citados.