O Microsoft Edge, novo navegador do Windows 10, durante o desenvolvimento do sistema e em vários testes, bateu seus maiores concorrentes, Chrome e Firefox, em testes de benchmarks. Além de ser considerado um navegador que possui um bom controle de gastos da bateria, proporcionando grande economia para usuários em laptops e tablets.

Edge

E agora, a empresa “NSS Labs” colocou os três principais navegadores do mercado (Edge, Chrome e Firefox) lado a lado, para enfrentar diferentes testes de segurança, como phishing e ataques malwares. Nesses testes, o Microsoft Edge surpreendeu e agarrou a primeira colocação, segurando 91,4% do phishing e uma taxa de 99% contra malware.

O navegador da Google conseguiu detectar 82,4% de phishing e parou o 85,8% dos malwares. E finalmente, o Mozilla Firefox, na última posição, detectou 81,4% de phishing e parou 78,3% dos malwares. Com isso, podemos notar que, apesar da “juventude” do navegador da Microsoft, a empresa preparou o browser para evitar qualquer tipo de ataque, fazendo com que a segurança do Windows 10 aumente.

Microsoft Edge ainda mais seguro após o Creators Update

windows-10-creators-update-100689703-origA Microsoft está trabalhando para fazer com que o Edge se torne mais seguro, como demonstrado na sua última conferência. A empresa planeja integrar o Windows Defender Application Guard, um recurso que irá estabelecer sites confiáveis, protegendo mais o sistema operacional.

Sendo assim, o navegador irá reconhecer que esses sites não são confiáveis independentemente do Windows 10, impedindo o armazenamento, memória, aplicativos instalados ou ponto de acesso. Essa novidade é esperada para chegar aos usuários do update Creators durante a primavera de 2017.