A Samsung SDI fabricou e forneceu o primeiro lote de baterias para o Galaxy Note 7, e a Samsung anunciou essa semana que as baterias defeituosas estavam causando fogo e explosões nos smartphones. A Samsung SDI anunciou que vai investir 150 bilhões de won (aproximadamente 128,31 milhões de dólares, ou 406,97 milhões de reais) para melhorar a segurança da bateria após o fiasco Galaxy Note 7. A empresa também criou uma divisão para situações de emergência na fábrica de Cheonan na província de Chungcheong do Sul e estabeleceu uma força de trabalho de inovação de segurança de produção.

A empresa nomeou mais de 100 funcionários nas equipes de segurança para três divisões: Desenvolvimento, Produção e Tecnologia, e Qualidade e Verificação. A empresa primeiro reforçou o processo na fase de desenvolvimento das baterias para evitar a compressão de eletrólitos, que também foi a causa de problemas no Galaxy Note 7. A Samsung adicionou sistema de inspeção de raios X, e também implementou um novo processo de verificação onde serão testadas milhões de baterias em condições mais drásticas.

Isso faz parte do processo de melhorias da Samsung para refazer seu nome, principalmente com a linha Note, já que a Samsung confirma que haverá um sucessor do Note 7!

Fonte: Business Korea