A Microsoft anunciou que as vendas de seus óculos de VR e AR, o HoloLens está sendo na casa dos “milhares”, vários meses após a versão de desenvolvedor do dispositivo foi disponibilizada para certos mercados principais.

Em uma entrevista ao The Inquirer, Roger Walkden, que trabalha com o HoloLens da Microsoft, declarou que as vendas não estão exatamente na casa dos milhões, mas insistiu que isto é suficiente para a empresa no momento:

Não estamos tentando vender centenas de milhares ou milhões ou qualquer coisa, é caro e não é em grande número. Então nós estamos felizes com o nível de vendas que temos – não posso falar nada sobre os números, mas é em milhares, não centenas de milhares, e tudo bem. Isso é tudo que precisamos.

As revelações do Walkden não são exatamente surpreendentes. Se você não é um desenvolvedor de software, não há muito o que fazer com este equipamento futurista caro. O Kit de desenvolvedor custa cerca de US$3000 mais de R$9000 sem os impostos).A gigante da tecnologia não faz marketing ativo do HoloLens para os consumidores. Um cenário mais provável para a Microsoft seria empurrar algumas de suas tecnologias de AR para dispositivos fabricados por parceiros.

Isso significa que empresas como Asus, HTC e outros parceiros Windows agora podem criar dispositivos para realidade virtual e aumentada usando a tecnologia da Microsoft.

No entanto, Walkden confirmou que a Microsoft não vai cuidar do HoloLens como uma marca, e serão vendidas futuras versões mais baratas do gadget:

Mas lembre-se, esta é a versão  um, haverá versões futuras… Não tenho notícias para vocês de quando. Mas o roteiro existe, e nós agora, neste momento é o único dispositivo que temos e o único que nós precisamos para que as pessoas comecem a suas viagens.

LENOVO E SEU HEADSET

A Lenovo nos mostrou seu primeiro headset VR, um dispositivo do protótipo que funciona com a plataforma da Microsoft, Windows Holographic. Ao lado de outros headsets que precisam PC para funcionar, como o Oculus Rift ou o HTC vive, este é visivelmente menor e mais leve. A Lenovo diz que o dispositivo pesa cerca 350g no produto final, contra  555g do Vive. O design também é muito confortável, inspirando-se muito na abordagem do PlayStation VR e suspendendo as lentes na frente dos olhos do usuário em vez de fixá-los no lugar com uma cinta.

O headset usa dois painéis OLED 1440 x 1440  para sua exposição, tendo uma maior resolução do que o HTC Vive. Infelizmente o protótipo ainda não é funcional, então não podemos falar sobre como ele funciona na prática, mas nos próximos meses teremos mais informações, visto que a próxima grande atualização do Windows 10 está para chegar nos próximos meses.

E ai, o que achou da noticia? Deixe seus comentários abaixo!